COVID-19: Iniciativas de ajuda mútua

Por – APG-UFSC
A pandemia de Covid-19 e a necessidade de isolamento social afetam todas e todos nós, dentro da Universidade e também fora. Além das medidas buscando garantir a segurança e condições dignas de vida na pós, consideramos fundamental divulgar e apoiar outras iniciativas criadas por movimentos sociais e comunidades populares para criar solidariedade, ajuda mútua e apoio concreto neste momento.

São iniciativas de arrecadação de dinheiro, de alimentos, de produtos de saúde, de ajuda com divulgação, de presença física auxiliando em serviços essenciais, etc. Convidamos todas e todos os pós-graduandos a se somarem na medida do possível.

Esta lista será atualizada periodicamente, então pedimos ajuda para fazer essas informações chegarem ao máximo de possíveis apoiadores também!


Frente Estudantil de Segurança Alimentícia (FESA UFSC)

Este é um espaço que a APG UFSC está construindo! Além de pedir apoio, convidamos as pós-graduandas e pós-graduandos que tiverem necessidade de apoio com alimentos a entrar em contato com a FESA!

“Nosso objetivo é realizar conjuntamente, utilizando os nossos recursos reunidos e através de nossa auto-organização, a compra e distribuição de alimentos para todos os estudantes que necessitarem.”

Para doações financeiras, usar as contas abaixo:

BANCO NUBANK (260)
Conta Corrente: 3337674-7
Agência: 0001
CPF: 071.132.049-70
Em nome de: Paola Cristina de Freitas Villa

BANCO DO BRASIL (001)
Conta Corrente: 63645-2
Agência: 405-7
CPF: 120.387.009-40
Em nome de: Priscila Thibes Dunker
(*) Solicitamos o envio do comprovante de doação em caso de doações na conta do Banco do Brasil.

Mais informações:


Apoio às famílias Kaigang que estavam em Florianópolis

Após a primeira campanha de arrecadação, foi possível o retorno das famílias Kaigang que estavam vivendo em um terminal desativado de Florianópolis para suas aldeias nos estados do Paraná e Rio Grande do Sul. Ainda assim, esses locais necessitam de apoio financeiro durante a pandemia. Dados da conta para depósito: 

Caixa Econômica Federal
Agência 3113
Conta Poupança 00008981-2
CPF: 0 41 786 990-83
Titular: Cassiano da Silva

Sugestão de envio de comprovante de depósito no facebook de Joana Freitas

Mais informações: https://bit.ly/33OcbGV

Apoio às comunidades Guarani do Morro dos Cavalos

A necessidade pricipal, nesse momento, é estocar alimentos e produtos de higiene nas aldeias. As pessoas NÃO devem ir até a comunidade sem autorização das lideranças, as doações devem ser feitas por transferência bancária na seguinte conta: 

Banco do Brasil
Agência 5362-7
Conta Corrente 2450674
Titular: Eunice Antunes
CPF: 041.940.759.60

Apoio à retomada do Quilombo Vidal Martins (Rio Vermelho)

É possível realizar uma contribuição financeira diretamente na conta:

Caixa Econômica Federal
Agência 0879001
Conta Corrente 00027320-0
CPF 049.829.779-92
Titular: Helena Jucelia Vidal Oliveira 

Mais informações: http://bit.ly/2QphOWc

Apoio às comunidades da região do Monte Cristo

Entrar em contato com:

Jaqueline da Cooperativa de Mulheres – 48 9 8812 1209
Cíntia da Revolução dos Baldinhos – 48 98421 4359

Ou realizar depósitos bancários através da conta:
Caixa Econômica Federal
Agência 1875
Conta Corrente 16889-3
Operação 13
CPF 059.076.709-75
Titular: Cíntia Cruz

Mais informações: http://bit.ly/3b4w3Yw

Apoio ao Movimento de Moradia e Ocupações Urbanas da Grande Florianópolis

Para dar suporte às famílias mais vulneráveis das ocupações, comunidades, indígenas e população em situação de rua, quilombolas. Necessidade de cestas básicas, alimentos perecíveis (carne, legumes, entre outros), produtos de higiene e limpeza, fraldas descartáveis, recarga de gás. Doação por valores em dinheiro também podem ser feitos. Entrar em contato com:  

Elisa Jorge – 48 9 8413 3043
Ruy Wolff – 48 9 9674 0451
Ci Ribeiro – 48 9 9942 1196

Apoio à População em Situação de Rua de Florianópolis

Pedido de doações em dinheiro (modalidade preferencial para evitar deslocamentos); alimentos em geral; produtos de higiene pessoal e limpeza; roupas de cama e banho (podem ser usadas mas devem estar limpas); pratos, talheres, copos, guardanapos e marmitas descartávies; voluntários (entre em contato para formato, protocolos e precauções). A conta para depósitos é:

Banco Inter (077)
Agência 0001
Conta Corrente 4502688-2
Código do Operador 67539534
Titular: Empreenda Social Produções Ltda
CNPJ: 35.361.373/0001-72

Endereço para entrega de compras on-line:
Av. Gov. Gustavo Richard, 5000 – Centro, Florianópolis – SC, 88010-290
Aos cuidados da Secretaria Municipal de Assistência Social

Contatos:
gruporepor@gmail.com
Cris Resende – 48 99972-7930 (Whatsapp)
Isabela Barbosa – 48 99130-7886 (Whatsapp)
José Eduardo – 48 99908-0700 (Whatsapp)
Ruy Ricardo – 48 99113-0117 (Whatsapp)
Sheila Belli – 48 99108-7711 (Whatsapp)

Apoio com alimentos para a Moradia Estudantil da UFSC

Arrecadação de alimentos para as estudantes que ficaram sem o Restaurante Universitário.

Contato e mais informações: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2600285396747015&set=a.276597815782463

Apoio para Morro da Queimada e Mocotó

Os grupos Mittos e Recicla-Ação Mocotó-Queimada fizeram o cadastramento de 50 famílias em situação de vulnerabilidade para o recebimento de alimentos, produtos de higiene e limpeza durante o período de isolamento.  Sabemos que muitas pessoas não foram dispensadas dos seus trabalhos, bem como tantas outras tiveram os serviços suspensos e se encontram sem remuneração. Todas as crianças estão sem aulas e sem atividades no contra turno.

Conta para depósito:
Giovani Bittencourt BB Ag: 5201-9
Conta poupança: 5.237.551-x CPF: 042.696.719-47

Mais informações com:
Ana Cristina:
(48)9946-2502
Giovani:
(48)84006240

Apoio à ocupação urbana Contestado, em São José

Link para a vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-a-ocupacao-contestado

Mais informações: https://www.facebook.com/ContestadoVive/photos/a.394419093969309/2828837527194108/

Arrecadação de comunidade do Projeto de Educação Comunitária Integrar no Mocotó

Os alimentos arrecadados serão repassados para:

Professores do Projeto de Educação Comunitária Integrar
Felipe(Integrar): 48-991850193 ( whatsapp)
Laura(IFSC): 53-999979678 ( whatsapp)
Luciana(Integrar): 48-96317934 ( whatsapp)
Cristine (Integrar) : 48 9619-1993 ( whatsapp)
Ana Cristina, agente de saúde do Mocotó/Queimada : 48 9946-2502 ( whatsapp)

Solidariedade à comunidade escolar da EEB Padre Anchieta

Alimentos, produtos de limpeza e higiene. Doações diretamente na escola: Rua Rui Barbosa 525, Agronômica, Florianópolis.
Mais informações: Daniela (48) 9 9932 4218

Campanha do Instituto Pe. Vilson Groh de alimentação para a população em situação de rua

Para contribuir:
Empreenda Social
Banco Inter (077)
Agência 0001
Conta corrente 4502688-2
Código do operador: 67539534

(Assine online)PREFEITO DE FLORIANÓPOLIS: SAÚDE E SANEAMENTO SIM, ASFALTAÇO NÃO!

PREFEITO DE FLORIANÓPOLIS: SAÚDE E SANEAMENTO SIM, ASFALTAÇO NÃO!

Assine aqui


VIMOS POR MEIO DESTA PETIÇÃO FAZER UMA DENÚNCIA DE IRRESPONSABILIDADE SOCIAL, EXIGINDO QUE O SENHOR PREFEITO DE FLORIANÓPOLIS, GEAN LOUREIRO, VETE IMEDIATAMENTE A LEI APROVADA NA CÂMARA DOS VEREADORES, NO DIA 03/04/2020, QUE AUTORIZA A PREFEITURA ASSUMIR EMPRÉSTIMO DE 100 MILHÕES DE REAIS PARA AS OBRAS DO “ASFALTAÇO”, EM MOMENTO QUE A CIDADE VIVE UMA EMERGÊNCIA SOCIAL E SANITÁRIA, PELA OCORRÊNCIA DA PANDEMIA PROVOCADA PELO NOVO CORONAVÍRUS.

A atual situação de extrema emergência, todos sabemos, exige prioridade na destinação de recursos públicos (equipes, remédios, equipamentos, obras e financiamentos para o combate ao coronavírus).
Porém, os vereadores romperam com a decisão tomada na primeira sessão virtual, de tratar durante a quarentena exclusivamente de projetos emergenciais relativos à pandemia.

Os vereadores: Erádio Manoel Gonçalves, Claudinei Marques, Dalmo Meneses, Edinon Manoel da Rosa, Renato Gesk, Jeferson Backer, Guilherme Pereira, Domingos Zancanaro, Milton Barcelos, Fábio Braga, Gabriel Meurer, Maria da Graça Dutra e Marcelo da Intendência, aprovaram para o Prefeito Gean Loureiro e seu vice João Batista, num ato desumano de irresponsabilidade social, por interesse e pressão de uma MINORIA do setor imobiliário e da construção civil (que apoiam suas campanhas), a autorização para contrair empréstimo de 100 milhões de reais, para mais obras do “ASFALTAÇO”.

Empréstimo que não prevê um único centavo que vá direito para saúde ou saneamento básico, estes sim essenciais na promoção do interesse da MAIORIA, em defesa da vida dos mais de 500 mil habitantes de Florianópolis, em especial, das mais de 80 mil pessoas que moram nos morros e periferias.

Essas pessoas vivem em condições desumanas, inadequadas e precárias de moradia, sem saneamento básico (abastecimento de água e esgotamento sanitário). Vivem sem água nem para cozinhar, nem para lavar as mãos e tomar banho, condições vitais para alimentação e higiene. São nessas comunidades, onde a ação de contaminação e propagação do coronavírus pode ser mais arrasadora, que existe a previsão de centenas de milhares de mortes no Brasil.

ESTA DECISÃO GENOCIDA TEM QUE SER ANULADA.
SAÚDE, ASSISTÊNCIA SOCIAL E SANEAMENTO SIM, EM UMA PANDEMIA, A PRIORIDADE SÃO NOSSAS VIDAS, ASFALTAÇO NÃO!

Pelo imediato veto do projeto de lei aprovado pelos vereadores, que autoriza o empréstimo para obras do “asfaltaço” em plena pandemia.

Coletivo Ocupações Urbanas de Florianópolis,
Movimento Nacional de Moradia,
MST

REUNIÃO ABERTA PARA A CONSTRUÇÃO DO 28 DE SETEMBRO: DE LUTA PELA DESCRIMINALIZAÇÃO E LEGALIZAÇÃO DO ABORTO NA AMÉRICA-LATINA E CARIBE


Movimentos que integram a Frente Catarinense pela Legalização do Aborto fazem um chamado para a reunião de organização do ato alusivo ao 28 de setembro, Dia de Luta pela Descriminalização e Legalização do aborto na América-latina e Caribe.

O chamado busca fortalecer uma mobilização frente à criminalização de mulheres que abortam e a criminalização dos movimentos sociais de forma ampla. “Em SC, a luta das mulheres está ameaçada”, alertam. A situação de intimação que sofrem pela via judicial, e que coloca em alerta outras frentes de luta social, será contextualizada na reunião.

🏳️‍🌈 SEMANA DO ORGULHO LGBTI+ DE FLORIANÓPOLIS, DE 25/06 A 01/07


Dia 28 de junho é o DIA INTERNACIONAL DO ORGULHO LGBTI+ e, com o objetivo de unificar a agenda dos eventos temáticos que ocorrerão em Florianópolis, fortalecer a divulgação e incentivar a participação de todos, criamos esta agenda unificada!

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

🌈 Terça-feira, 25/06

✨ Reunião Ampliada da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e de Igualdade de Gênero da Câmara de Vereadores de Florianópolis sobre o Plano Municipal LGBTI+
19h | Plenarinho da Câmara (Centro)
https://www.facebook.com/events/422961705010698/?ti=as

🌈 Quarta-feira, 26/06

✨ Aula pública: Direitos e Políticas Públicas LGBTI+
12h | Escadaria da Catedral (Centro)
https://www.facebook.com/events/319593458990596/?ti=wa

✨ Chá das mina: conversa com a população de rua LGBTI+
14h | Instituto Arco-Íris (Centro)

🌈 Quinta-feira, 27/06

✨ Cinedebate: Depois do Fervo
19h | Escadaria do Rosário (Centro)
https://www.facebook.com/events/469096500304581/?ti=wa

✨ Somos ADEH: Festa de música brasileira em apoio à instituição de combate à LGBTIfobia
19h | Madalena Bar

🌈 Sexta-feira, 28/06

✨ CAMINHADA DO ORGULHO LGBTI+
Concentração: 17h | TICEN (Centro)
https://www.facebook.com/events/469603827157527/?ti=ia

✨ 50 anos de Stonewall LGBTI+ Floripa Resiste
Square Lab – Museu da Escola (Centro)
14h | Abertura
15h | Mesa: LGBTI+ no Esporte
16h | Mesa: Conselho LGBTI+ e a importância de se organizar politicamente
17h | Mesa: Orgulho e resistência: Entre Stonewall e o Brasil
18h às 22h | Apresentação de dança, circo, drag e shows musicais
https://www.facebook.com/events/606308193112572/?ti=wa

✨ Chuva de Glitter – Nosso Orgulho é só o Começo
18h30 – 22:30 | Hercílio Luz, em frente a La Kahlo Bodega
https://www.facebook.com/events/415466449056213/?ti=wa

✨ Festa: Stonewall Celebration
Discotecagem com clássicos LGBTI+
22h | Madalena Bar (Centro)

🌈 Sábado, 29/06

✨ UNAS – Movimento, Conexão e Diversidade (Evento Pago)
Mutama – Escola de Movimento e Expressão (Trindade)
10:00 – 12:00 | Workshop VOGUE DANCE
14:00 – 16:00 | Workshop TECIDO ACROBÁTICO
16:00 – 18:00 | Workshop de conscientização: música eletrônica e performance corporal
18:30 – 21:30 | Roda de conversa
14:00 – 20:00 | Flash tattoo
https://www.facebook.com/events/2364734540255106/?ti=wa

🌈 Segunda-feira, 01/07

✨ IV Seminário de Atenção Psicossocial
Simpósio sobre Psicologia, Travestilidades e Transexualidades: Compromissos ético-políticos da Despatologização
18h30 | Centro Sul (Centro)

📣 Se você souber de mais algum evento ou atividade relacionada ao ORGULHO LGBTI+ basta postar no mural do evento que incluímos aqui na descrição e ajudamos na divulgação!

✊🏼 Este evento é uma construção coletiva:
8M SC
Frente Catarinense pela Descriminalização e Legalização do Aborto
Conselho Municipal LGBT de Florianópolis
Marcha Mundial das Mulheres – MMM
IEG/UFSC
Setorial LGBT do PSOL
Núcleo Municipal LGBTI+ do PT
Aplicativo Nohs Somos
Assessoria do vereador Lino Peres
Acontece Arte e Política LGBTI+
Lambe.ai

✊🏼 Apoio:
Cineparedão UFSC
Sintufsc – Sindicato dos Trabalhadores da UFSC
Sinjusc – Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina
Sindprevs – Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência do Serviço Público Federal em Santa Catarina
Sindsaude – Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde Pública Estadual e Privado de Florianópolis e Região
Sinasefe – Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica

Marcha contra a violência policial – 25 de abril

MARCHA CONTRA A VIOLÊNCIA POLICIAL EM DEFESA DE DIREITOS E PELA DEMOCRACIA

Desde 2016 duplicaram as mortes pela polícia em Santa Catarina. Entre janeiro de 2011 e março de 2019, 588 pessoas morreram pelas mãos da polícia militar, enquanto, no mesmo período, 4 PMs foram assassinados. Cerca de 80% das pessoas mortas pela polícia são negras, evidenciando o racismo e a seletividade das ações policiais. As populações mais atingidas pela violência das forças de segurança pública tem sido moradoras(es) de periferias urbanas, indígenas, quilombolas, imigrantes e pessoas LGBTI+.

Essa situação vem piorando no governo Bolsonaro, com a política de cortes nos benefícios sociais e o estímulo ao armamento. Em Florianópolis, sem mandado judicial, policiais fazem batidas nas comunidades, derrubam casas e agridem moradoras(es), transformando a vida de quem mais precisa de proteção do Estado em um pesadelo. As abordagens são extremamente violentas, e frequentemente configuram casos de comportamento abusivo da polícia.

Não podemos aceitar tudo isso caldas(os)!

POR ISSO, marchamos:
Pelo fim da violência policial e do abuso de poder;
Pelo direito à moradia digna e contra os ataques às ocupações urbanas;
Pelo fim do genocídio da população negra; 
Contra a guerra às drogas que criminaliza sobretudo pessoas negras e pobres; 
Contra o desmonte de políticas públicas e contra a Reforma da Previdência, porque os ataques à aposentadoria e aos benefícios sociais de trabalhadoras e trabalhadores também configuram violência; 
Em defesa da Democracia, para que todos os nossos direitos sejam respeitados!

Ao participar da mobilização vista preto, nossa roupa de luto em luta!

#COU #ColetivoOcupacoesUrbanas

TI Morro dos Cavalos | 9 e 10 de março MUTIRÃO PARA A ESCOLA DA ALDEIA YAKA PORÃ

Seguindo a campanha de arrecadação de materiais para a Escola Guarani da Aldeia Yaka Porã, na Terra Indígena Morro dos Cavalos, convidamos todas e todos para somar nos trabalhos da reforma da escola e para terminar a construção da outra escola no mesmo lugar. A escola que precisa ser reformada é onde os alunos vão estudar e a outra é para fazer atividades culturais. O mutirão acontecerá nos dias 9 e 10 de março.

Pedimos para preencher esse formulário https://goo.gl/forms/FHCYRoYdBeKGvDjm1 porque há um limite de pessoas e para ajudar na organização desse momento. Além disso, é importante para o cuidado com com a entrada e saída de pessoas da Aldeia.

[IMPORTANTE] Como as refeições serão coletivas, pedimos uma contribuição mínima de R$25 para os custos dos alimentos (será servido café da manhã, almoço e janta em todos os dias). Quem não puder contribuir, só avisar no formulário para que possamos avaliar cada caso. Pedimos também que tragam prato, copo e talheres. Há ainda a possibilidade de dormir na aldeia e participar de uma noite deliciosa na fogueira com chimarrão. Para quem quiser dormir, importante trazer barraca e/ou colchonete, isolante térmico, saco de dormir etc.

Programação do #8M 2019

Programação da Greve Internacional de Mulheres – #8Marielle: Vivas, livres e resistentes em Florianópolis! No dia 8 de março, a partir das 6h da manhã em frente ao Ticen! Durante todo o dia, rodas de conversa, tendas temáticas, panfletagem, atividades artísticas. E a grande marcha das mulheres começa às 18h! Vamos todas!

//////////////////////////////////////

O 8M SC:

Pelo terceiro ano consecutivo, nos unimos às mulheres do mundo na Greve Internacional de Mulheres do dia 8 de março. Em Santa Catarina, convidamos você para o nosso #8Marielle, um dia de luto e memória, mas também de luta, resistência e denúncia. Ao mesmo tempo em que gritamos nas ruas o nome de nossas líderes assassinadas pelas milícias fascistas e exigimos justiça, celebramos o crescimento do levante feminista no Brasil e no mundo. Em toda parte, mulheres se unem e se erguem contra a opressão, promovendo alianças com as minorias e maiorias estigmatizados pelo poder patriarcal.

Homenageamos Marielle Franco, mulher negra e bissexual da periferia do Rio de Janeiro, ativista e vereadora, para mantermos viva a sua memória de luta. Ela atuou na defesa dos direitos humanos, denunciou a violência das polícias e das milícias no Rio de Janeiro e se tornou a voz de milhares de pessoas. Por essa razão, foi executada em um crime que há quase um ano permanece sem solução e sem condenados. Em 2019, o 8 de março é #8Marielle!

Todos os anos, centenas de mulheres são mortas no Brasil. Morrem assassinadas pelo machismo, pelo sexismo, pela lesbofobia, pela transfobia, pela bifobia. Morrem por seu compromisso com a luta por direitos, como Marielle, e por lutarem pela proteção de vítimas de violência sexual e por denunciarem esses crimes, como a ativista Sabrina Bittencourt, que sofreu perseguição e constantes ameaças de morte. Santa Catarina é dos estados brasileiros com mais registros de violência contra as mulheres e primeiro em denúncias de tentativa de estupro, segundo o anuário da violência de 2018. O Estado, por meio do Poder Judiciário machista, patriarcal, sexista e racista, falha em solucionar e prevenir tais crimes, demonstrando que nossas vidas não importam. Diante de tanta omissão e opressão, paramos. Pois, se nossas vidas não importam, que produzam sem nós!

Conheça a programação e participe da Greve Internacional de Mulheres!